sábado, 28 de março de 2015

"Cinderela" - A magia de um belo conto de fadas

Lily James interpreta a bela jovem que perde seu sapatinho de cristal e conquista o coração de um príncipe (Fotos: Walt Disney Studios/Divulgação)

Maristela Bretas


A Disney volta a mostrar o porquê de ser única quando se trata de fazer um filme perfeito de fantasia. "Cinderela" ("Cinderella") é bonito, cativante e faz a gente se sentir num verdadeiro conto de fadas. Como no desenho criado pela produtora em 1950. Desta vez, o live-action inspirado no clássico conto de fadas escrito por Charles Perrault em 1697, exibe belas imagens e um elenco que deu vida e graça aos famosos personagens.

Depois de perder a mãe e ter sua vida perfeita abalada, Ella vê o pai se casar com uma cruel mulher. A madrasta Lady Tremaine vem morar em sua casa com as duas filhas - Anastasia e Drisella -, que a tratam mal quando o pai não está perto. Tempos depois, o pai de Ella morre, a família fica sem dinheiro e o trio da crueldade faz de Cinderella sua serva.


Um dia, a jovem encontra na floresta o jovem e belo Kit e é amor à primeira vista, sem que um saiba a origem do outro. Um baile promovido pela família real pode ser a chance dela reencontrar seu amado. Mas Cinderella é impedida pela madrasta de ir à festa. Com a ajuda de sua fada madrinha ela chega arrasando num belo vestido azul e carruagem de ouro. E conquista de vez o jovem príncipe. No bater da meia-noite, ela foge do baile antes que o feitiço acabe e deixa para trás um sapatinho de cristal. Kit agora terá de percorrer o reino para reencontrar sua donzela.

Mais uma vez, uma grande estrela, vencedora de Oscar, brilha como a nova vilã dos contos de fada. Cate Blanchett ("O Aviador") está perfeita como a malvada madrasta Lady Tremaine, que faz da vida de Cinderela um inferno, juntamente com as filhas. Ela exibe elegância, soberba, bom gosto e crueldade na medida certa da personagem.

Lily James (da série de TV "Downton Abbey") foi uma ótima escolha para o papel da doce e jovem sonhadora Ella, que durante sua convivência com as irmãs postiças passa a ser chamada por elas de "Borralheira" e "Cinderella". O príncipe também saiu de uma série de TV de sucesso - "Game of Thrones". Richard Madden dá conta do recado e encanta por seu jeito doce e apaixonado.

Num elenco, que tem nas mulheres seus maiores destaques, Helena Bonham-Carter ("Alice no País das Maravilhas"), não deixa por menos como a espalhafatosa fada madrinha de Cinderela. Pena que sua aparição tenha sido rápida - mas essencial. Holliday Grainger e Sophie McShera fazem bem Anastasia e Drizella, as irmãs postiças de Cinderela.

O grupo também conta com Stellan Skarsgård ("Thor"), Nonso Anozie ("Game of Thrones") e Derek Jacobi ("Grace de Mônaco") que interpretam o Grão Duque, o fiel amigo do Príncipe e o Rei, respectivamente.

"Cinderela" arrasa no figurino, fotografia e cenários - as filmagens foram feitas na Inglaterra. Isso sem falar na trilha sonora - a música é a mesma que embalou os sonhos de muita meninas que assistiram o desenho. O diretor Kenneth Branagh ("Thor" e "Operação Sombra - Jack Ryan"), a partir de um roteiro de Chris Weitz, acerta na condução desta obra prima ao dar vida a um conto de fadas com seus palácios, riquezas, tramas e, principalmente, fantasia. Ele consegue trazer de volta a magia, a ingenuidade e o encantamento das histórias infantis eternizadas nos desenhos da Disney. Imperdível!


Na abertura, "Frozen: Febre Congelante"

Não chegue atrasado à sessão. Na abertura, que não pode ser perdida, o curta "Frozen: Febre Congelante", uma aposta da Disney até que a segunda animação da franquia chegue às telas. "Frozen - Uma Aventura Congelante" conquistou dois Oscar neste ano - Melhor longa de animação e Melhor canção original com “Let It Go”, além de um Globo de Ouro como Melhor longa-metragem de animação. 

O filme atingiu o quinto maior faturamento de todos os tempos e o maior faturamento bruto de um longa de animação, totalizando mais de U$ 1,27 bilhão em todo o mundo. Aproveitando o curta-metragem, alguns cinemas de BH estão exibindo novamente "Frozen - Uma Aventura Congelante" - salas Cinemark dos shoppings BH, Diamond Mall, Pátio Savassi e Metropolitan Betim.



No curta "Frozen: Febre Congelante", Elsa, Kristoff e o boneco de neve Olaf estão na correria para aprontar tudo para o aniversário de Anna. E eles querem dar a ela a melhor comemoração de todas. Só não contavam com a gripe de Elsa, que pode atrapalhar toda a festa (ou deixá-la mais divertida). Fábio Porchat foi escalado novamente para dublar a voz de Olaf. A animação é dirigida por Chris Buck e Jennifer Lee, com uma canção original inédita de Robert Lopez e Kristen Anderson-Lopez.


Ficha técnica de Cinderela:
Direção: Kenneth Branagh
Produção: Walt Disney Studios
Distribuição: Disney/Buena Vista
Duração: 1h44
Gêneros: Romance/Fantasia
País: EUA
Classificação: Livre
Nota: 4,5 (0 a 5)

Tags: Cinderela; Lily James; Richard Madden; Cate Blanchett; Kenneth Branagh; Walt Disney Studios; fantasia; romance; Cinema no Escurinho