sábado, 14 de março de 2015

"O Sétimo Filho" é aventura juvenil que combina com sessão da tarde

 Jeff Bridges e Ben Barnes formam uma dupla de caçadores de criaturas do mal (Fotos: Universal Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas


Aproveitando a onda de adaptações para o cinema de obras literárias infanto-juvenis, entrou em cartaz (também na versão 3D) o filme "O Sétimo Filho" ("The Seventh Son"). A proposta não é muito diferente de outras produções do gênero. Mas perde disparada para as sagas "Harry Potter" e a menos estrondosa mas também de sucesso "Percy Jackson", apesar de ter no elenco principal dois vencedores do Oscar - Julianne Moore e Jeff Bridges.


Com efeitos especiais sem muita grandiosidade mas que sustentam o enredo, dragões cuspindo fogo, bruxas com seus feitiços, a luta entre o bem e o mal e claro, romance, "O Sétimo Filho" foi anunciado como um dos bons lançamentos do início do ano. Mas poderia ter explorado melhor a história, os efeitos especiais e, principalmente, o talento de Bridges e Moore.


Ben Barnes, que faz o jovem aprendiz de caçador de monstros, repete em várias situações seu personagem de "As Crônicas de Nárnia - A Viagem do Peregrino da Alvorada". Já Alicia Vikander (de "O Quinto Poder"), que faz o par romântico com ele, não passa de uma bruxa bonitinha mas de pouca expressão.

Tudo começa quando o único guerreiro remanescente de uma ordem mística, conhecido como Mestre Gregory (Bridges), precisa treinar um novo discípulo para ficar em seu lugar, protegendo as pessoas contra bruxas e criaturas do mal. 

Ele encontra em um pequeno vilarejo aquele que poderá ser seu sucessor, o sétimo filho do sétimo filho - Thomas Ward (Barnes). Juntos saem para caçar a mais poderosa das bruxas, a rainha da escuridão Mãe Malkin (Moore) e seu exército de monstros que ameaçam o reino.

Julianne Moore trabalhou muito no ano passado (seis filmes ao todo), mas este é o papel mais fraco que ela interpretou das três produções que estreiam neste mês - os dramas "Mapas Para as Estrelas" (em cartaz a partir do dia 26) e o excelente "Para Sempre Alice" (já nos cinemas). Ela até convence, mas na linha aventura, foi melhor em "Jogos Vorazes: A Esperança - Parte I".

Já Jeff Bridges adotou a cara e os tiques de seu personagem de "R.I.P.D. - Agentes do Além" e não largou mais. Foi assim com "O Doador de Memórias" (muito bom) e agora repete em "O Sétimo Filho": cabeludo, falando para dentro com a boca cheia (parece que está mascando fumo o tempo todo), brigão, ranzinza e lutando ao lado do bem.


Baseado na série de livros “O Aprendiz”, de Joseph Delaney, o filme deve atrair o público deste tipo de literatura e aqueles que procuram por uma distração sem muitas pretensões.




Ficha técnica:
Direção: Sergey Bodrov
Produção: Legendary Pictures
Distribuição: Universal Pictures
Duração: 1h42
Gêneros: Aventura/Fantasia
País: EUA/Reino Unido/Canadá/China
Classificação: 12 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: O Sétimo Filho; Jeff Bridges; Julianne Moore; Universal Pictures; Legendary Pictures; aventura; fantasia; Cinema no Escurinho