domingo, 27 de março de 2016

Produção fraca de "Jovem Messias" é focada no jovem Jesus, com mensagem bíblica

Filme religioso  tem poucos recursos e explora apenas o lado religioso (Fotos Paris Films/Divulgação)

Maristela Bretas


Ao contrário de "Ressurreição", também lançado para a Semana Santa, "O Jovem Messias" ("The Young Messiah") aborda a história de Jesus menino (interpretado pelo jovem ator mirim britânico Adam Greaves-Neal, de "Sherlock" - 2012), que vive com os pais Maria (Sara Lazzaro) e José (Vincent Walsh), tios e primos. Mas Jesus não é uma criança comum e sofre com os outros garotos da vizinhança de Alexandria, no Egito, onde vivia com a família.

Aos poucos ele começa a questionar os pais sobre seu poder de curar as pessoas, o que acaba trazendo problemas para o grupo que precisa fugir novamente. Eles seguem para Nazaré, de onde fugiram quando Jesus nasceu para impedir que fosse morto pelo rei Herodes. Os pais tentam de todas as formas de evitar que Jesus saiba quem ele realmente é a que veio ao mundo, mas a cada fato isso vai se tornando mais difícil.

A história mostra a peregrinação da família de José e os primeiros milagres de Jesus ainda menino que começam a se espalhar por Jerusalém e chegam aos ouvidos do filho de Herodes. A ordem é mandar matar este menino e o responsável por isso é o centurião Severus (interpretado pelo ótimo ator também britânico Sean Bean, de "Perdido em Marte" - 2015). Na caçada a Jesus, o centurião presencia os milagres da criança e começa a questionar sua fidelidade ao imperador. Assim como aconteceu com o tribuno Clavius, em "Ressurreição". 

Religioso, sem grandes recursos e sem muita preocupação com detalhes de época, "O Jovem Messias" é uma produção que não acrescenta e nem deixa marcas. Apenas uma narração de um período com abordagem religiosa e ideal para a catequese de crianças desta idade que queiram saber um pouco sobre a infância de Jesus. Exceto pelo ótimo trabalho de Sean Bean, que salva o filme cada vez que aparece. De resto, fatos criados fora das escrituras para justificarem a história.

Na versão dublada para o português, a escolha das vozes para Maria e José ficou para os atores Mel Lisboa e Sérgio Marone, que estão se especializando em filmes bíblicos após suas participações na produção da Record, "Os Dez Mandamentos" (2015). Esta inclusive foi a primeira vez de Marrone como dublador. "O Jovem Messias" está em cartaz em 17 salas de 14 shoppings de Belo Horizonte, Betim e Contagem, nas versões dubladas e legendadas.


Ficha técnica:
Direção e roteiro: Cyrus Nowrasteh
Produção: 1492 Pictures / Ocean Blue Entertainment / Focus Features
Distribuição: Paris Filmes
Duração: 1h51
Gênero: Drama
País: EUA
Classificação: 10 anos
Nota: 2 (0 a 5)

Tags: #ojovemmessias, #Jesus, #AdamGreaves-Neal, #SeanBean, #CyrusNowrasteh, #Jerusalem, #Nazaré, #Herodes, #VincentWalsh, #José, #SaraLazzaro, #Maria, #SergioMarone, #MelLisboa, #drama, #ParisFilmes, #CinemanoEscurinho, #TudoBH