quinta-feira, 14 de julho de 2016

Reboot feminino de "Caça-Fantasmas" tem grandes efeitos visuais e pouca graça


Nova equipe de "Caça Fantasmas" é formada por Kate McKinnon, Kristen Wiig, Leslie Jones, Melissa McCarthy (Fotos: Sony Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas


Trinta e dois anos depois, a Sony Pictures aposta suas fichas na refilmagem, com nova roupagem (agora feminina) do grande sucesso de 1984, "Caça-Fantasmas" ("Ghostbusters"). Os cientistas Bill Murray, Dan Aykroyd, Harold Ramis e o faz tudo Ernie Hudson dão lugar às comediantes do momento - Kristen Wiig, Melissa McCarthy, Kate McKinnon e Leslie Jones - na versão 2016 de "Caça-Fantasmas", que estreia nesta quinta-feira. A troca do elenco, no entanto, não evita a comparação das duas produções.

Apesar de ter muita ação e ótimas comediantes, o novo "Caça-Fantasmas" não provoca muitas risadas. O quarteto está bem, afinadinho, e ainda conta com o supergato Chris Hemsworth no papel de um recepcionista gostoso e burro. Para completar, grandes e ótimos efeitos especiais, que superam muitos filmes de ficção do momento. 

Ou seja, o diretor Paul Feng poderia tirar nota 10. Mas escorregou e quase perde média. A história se perde às vezes, o potencial cômico das quatro atrizes foi pouco explorado - Kate McKinnon e Leslie Jones fazem as melhores performances, juntamente com Hemsworth, deixando McCarthy e Wiig certinhas demais e sem graça. O vilão também é bem mais fraco que Zull, do primeiro filme, mas não importa tanto, pois seus fantasmas dominam as cenas e interpretam bem seus papéis, nas ruas, no metrô ou no museu.

A aposta no time feminino foi boa, mas ainda ficou um "Q" de discriminação do diretor Paul Feng, por mais que todo o elenco negue isso. Três brancas são cientistas e a única negra é Jones, a bilheteira do metrô. O mesmo aconteceu no primeiro com Ernie Hudson. E nos dois casos, os atores negros foram destaques, principalmente na nova versão.

A versão pode ser nova, alguns fantasmas também (o nosso gosmento verde comedor de salsicha está lá), mas o velho time poderia ter dado uma melhorada no enredo que eles conhecem bem. Dan Aykroyd, Ivan Reitman e Harold Ramis são os autores da obra original, participaram do primeiro filme e são produtores do atual. Poderiam ter aprendido com a "sapatada" que levaram com o péssimo "Caça-Fantasmas 2" (1989) e sua gosma rosa e melhorado o enredo.

Por falar em time antigo, Bill Murray, Ernie Hudson, Dan Aykroyd, Sigourney Weaver e Annie Potts deixaram sua marca em aparições rápidas no filme. Para completar, o elenco ainda conta com nomes como o Andy Garcia, Charles Dance e Michael K. Williams.

Com novas bugigangas tecnológicas e usando um carro semelhante ao original mas de origem duvidosa, o filme começa com o reencontro de Erin Gilbert (Wiig), uma respeitada professora da Universidade de Columbia, e Abby Yates (McCarthy), sua amiga de infância também cientista com quem escreveu um livro sobre fantasmas.

Ao ter seu passado descoberto, Erin perde o emprego e se junta Abby e à também cientista Jillian Holtzmann (McKinnon) para investigar fatos estranhos sobrenaturais. Empolgada com a visão que teve de um fantasma nos trilhos do metrô onde trabalha, Patty Tola (Jones) se une ao trio para investigar as terríveis aparições que estão deixando Nova York mais louca do que já é.

Vale como curiosidade para os fãs do primeiro filme e pode agradar a nova geração, que será brindada com outras produções com o quarteto, como já prometeu a roteirista Katie Dippold em entrevista recente. "Caça-Fantasmas" pode ser conferido em 34 salas de 19 shoppings de BH, Betim e Contagem nas versões 2D, 3D e Imax (apesar dos ótimos efeitos visuais, recomendo o ingresso mais barato), em sessões dublada e legendada.




Ficha técnica:
Direção: Paul Feig
Produção: Columbia Pictures / Village Roadshow Pictures
Distribuição: Sony Pictures
Duração: 1h56
Gêneros: Ação / Comédia
País: EUA
Classificação: 10 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: #cacafantasmas, #MelissaMcCarthy, #KristenWiig, #KateMcKinnon, #LeslieJones, #ChrisHemsworth, #AndyGarcia, #comédia, #ação, #PaulFeig, #DanAykroyd, #BillMurray, SonyPictures, #ColumbiaPictures, #CinemanoEscurinho