sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Magia e aventura na volta do mundo bruxo de J.K. Rowling

"Animais Fantásticos e Onde Habitam" é o primeiro filme de cinco livros da escritora que deverão ser adaptadas para o cinema (Fotos: Warner Bros. Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas

J.K. Rowling estreia como roteirista e mostra a força de sua criatividade e a capacidade de amadurecer seu trabalho, juntamente com o público que a acompanha desde o primeiro livro da saga, "Harry Potter e a Pedra Filosofal" (1997). Com muita feitiçaria, aventura, efeitos visuais fantásticos e uma interpretação bem convincente do ganhador do Oscar, Eddie Redmayne, a escritora apresenta o ótimo "Animais Fantásticos e Onde Habitam" ("Fantastic Beasts and Where to Find Them").

O filme é o primeiro de cinco baseados em livros da escritora infanto-juvenil que deverão ser adaptadas para o cinema nos próximos anos. E já mostra que foi um bom início para a nova saga atraindo, antes mesmo de sua estreia, os milhões de fãs de Harry Potter que aguardavam ansiosamente o retorno às telas das histórias do mundo bruxo. 

Esta volta veio em dose tripla este ano, com o lançamento nos cinemas de "Animais Fantásticos e Onde Habitam", da obra literária "A Maleta de Criaturas" (que explora algumas curiosidades do filme) e da peça de teatro "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", dividida em duas partes e baseada na história de J.K Rowling.

"Animais Fantásticos e Onde Habitam" é como um avô da franquia Harry Potter. Ambientada em 1926, pós-Primeira Guerra Mundial, a história se passa nos EUA, cheio de preconceitos e fazendo uma caça às bruxas e aos chamados esquisitos. Nenhum dos personagens originais é aproveitado, já que ainda nem eram conhecidos. Para fazer a ligação das duas histórias, a autora usou o livro "Animais Fantásticos e Onde Habitam", escrito pelo personagem Newt Scamander e que Potter estudava em Hogwarts.

Tudo começa quando o bruxo magizoologista Newt Scamander (Redmayne), um sujeito que não segue muito as regras, sai de Londres e desembarca em Nova York com uma maleta recheada de criaturas mágicas que ele reuniu após uma exploração mundial para estudar e documentar espécies ameaçadas.

Um simples esbarrão no Não-Maj (o nome americano para “Trouxa”) chamado Jacob (ótima interpretação de Dan Fogler) e a troca das maletas muda toda a sua viagem. Alguns dos animais fantásticos de Newt conseguem escapar. 

Para recapturá-los, o bruxo britânico terá de enfrentar o Conselho dos Bruxos americanos e contar com a ajuda de Jacob e das irmãs bruxas Porpentina (Katherine Waterston) e Queenie (Alison Sudol) Goldstein. O quarteto ainda terá pela frente, para piorar, uma criatura da escuridão que ameaça expor os bruxos e destruir a raça Não-Maj.

O elenco conta ainda com Colin Farrell, Ezra Miller, Jon Voight, Carmen Ejogo, a jovem estreante Faith Wood-Blagrove (como Modesty), Ron Perlman e Johnny Depp, em uma rápida mas importante aparição, cujo personagem será mais bem explicado nas próximas produções.


Trilha sonora

A composição da trilha sonora é outro ponto favorável e ficou a cargo do não menos excelente músico, produtor e maestro, além de vencedor dos prêmios Grammy e Emmy, James Newton Howard (“Malévola”, a franquia “Jogos Vorazes” e “Batman – O Cavaleiro das Trevas”). O álbum foi lançado nesta sexta-feira nos formatos digital e físico.

Mas o que importa mesmo são os excelentes efeitos visuais da produção, que exploram bem os cenários e as batalhas com as varinhas mágicas e as sequências em que os animais fantásticos aparecem. Valem cada centavo gasto, principalmente nas versões em 3D e Imax. Não esquecendo da abordagem correta e sem exageros que J.K. Rowling faz de situações que envolvem preconceito, racismo e histeria religiosa.


Ficha técnica:
Direção: David Yates
Produção: Heyday Films
Distribuição: Warner Bros. Pictures
Duração: 2h13
Gêneros:  Fantasia / Aventura
Países: EUA /  Reino Unido
Classificação: 12 anos
Nota: 4,5 (0 a 5)

Tags: #animaisfantasticoseondehabitam, #JKRowling, #Hogwarts, #NewtScamander, #EddieRedmayne, #KatherineWaterston, #TonyAward, #ColinFarrell, #DanFogler, #EzraMiller, #DavidYates, #Alison Sudol, #aventura, #magia, #mundobruxo, #bruxaria, #WarnerBrosPictures, #CinemanoEscurinho