terça-feira, 5 de setembro de 2017

"A Torre Negra" deixa a desejar como adaptação, mas vale como sessão da tarde

Os tiroteios no estilo faroeste do pistoleiro interpretado por Idris Elba são a melhor parte do filme (Fotos: Sony Pictures /Divulgação)

Maristela Bretas


A proposta do diretor foi fundir todos os oito livros que compõem a saga "A Torre Negra" ("The Dark Tower") , de Stephen King. Mas ficou a desejar e a bilheteria fraca está comprovando isso. O filme não é ruim, mas fica a dever como adaptação da obra do famoso escritor. Oferece uma boa distração para quem quer ver ficção e aventura com um elenco bem conhecido.

Destaque para Idris Elba com uma ótima interpretação do pistoleiro negro Roland Deschain que defende a torre. São dele as melhores cenas, como se estivesse no velho oeste. Ele divide as atenções do público com Walter, o Homem de Preto, papel de Matthew McConaughey, que faz um vilão mais ou menos convincente, com suas mágicas e poder de persuasão.


Os efeitos visuais garantem o trabalho de ambos, mas não salva a produção. Para completar o elenco principal, Tom Taylor no papel de Jake Chambers, um jovem atormentado por pesadelos de um mundo paralelo no qual estão Roland e Walter.


Existem falhas e a produção é monótona até a metade, ganhando agilidade até o final, com boas cenas de lutas e tiroteios, no estilo faroeste urbano. As locações foram bem escolhidas. O roteiro, no entanto, é fraco e não consegue causar o impacto esperado, principalmente por ser baseada nesta longa e difícil saga.

"A Torre Negra" conta a história do pistoleiro Roland Deschain que percorre o mundo tentando garantir que a Torre Negra, que mantém o equilíbrio dos mundos não seja destruída pelo Homem de Preto, o vilão com poderes mágicos. Os dois são inimigos há séculos e passam de um mundo para outro atravessando portais, algumas vezes trazendo monstros e figuras deformadas com eles. Entra em cena o adolescente Jake, que tem visões com os dois personagens, mas é considerado louco por sua família e se une a Roland para evitar a destruição da Torre.


Ao contrário de "It - A Coisa", esta sim, uma excelente adaptação de um livro de Stephen King, "A Torre Negra" foge totalmente dos estilos terror e suspense, desagradando os fãs do escritor. O palhaço Pennywise é lembrado em uma cena que mostra uma placa com o nome dele no antigo parque em que atuava e que pegou fogo. Confesso que esperava mais, mas o filme vale como diversão em uma sessão da tarde.



Ficha técnica:
Direção: Nikolaj Arcel
Produção: Columbia Pictures
Distribuição: Sony Pictures do Brasil
Duração: 1h35
Gêneros: Fantasia / Aventura / Ficção
País: EUA
Classificação: 12 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: #ATorreNegra #TheDarkTower #StephenKing #terror #IdrisElba #MatthewMcConaughey #TomTaylor #ColumbiaPictures #SonyPicturesBrasil #CinemanoEscurinho #EspaçoZ #Cineart