quarta-feira, 23 de abril de 2014

"Inatividade Paranormal 2" - um primeiro filme ruim com uma sequência ainda pior

Marlon Wayans repete seu personagem assombrado por espíritos do mal (Fotos: Playarte/Divulgação)

Maristela Bretas

Por que ainda deixam os irmãos Wayans fazerem comédias? A frase, dita pelo personagem Malcolm resume tudo o que representa "Inatividade Paranormal 2" ("A Haunted House 2"), que estreia nos cinemas nesta quinta-feira (24).

Um ano depois de produzir uma das piores sátiras do cinema - "Inatividade Paranormal" -, o ator, diretor, roteirista, e dono da produtora Marlon Wayans se superou. Este segundo filme é muito ruim, não tem outra definição. E o pior é que corre o risco de fazer sucesso no Brasil como o primeiro.


Novamente, Wayans ("As Branquelas" e "Todo Mundo em Pânico") abusa dos gritinhos histéricos, trejeitos e caretas e apela para a sacanagem, consumo de drogas e palavrões, mesclados com piadinhas que só americanos conseguem rir.


Nesta sequência, após a morte da namorada Kisha (Essence Atkins, do primeiro filme), Malcolm muda de casa e recomeça a vida com outra mulher, Megan (Jaime Pressly, da série "Two And a Half Men"). 

Ela é mãe de uma adolescente que só pensa em transar com todos da escola e está possuída por um espírito diabólico, e de um garoto que tem um amigo invisível pervertido.

Isso sem falar na boneca Annabelle (imitação de "Invocação do Mal"), com quem Malcolm transa loucamente e depois não sabe como se livrar do brinquedo possessivo, do tipo "Atração Fatal". 


Se você procura esse tipo de produção, "Inatividade Paranormal 2", é o filme ideal. Chamar de comédia é forçar demais a inteligência. Fuja e gaste melhor o seu dinheiro. Ninguém merece!

Ficha técnica:
Direção: Michael Tiddes
Distribuição: Playarte Pictures
Duração: 1h27
Gênero: Comédia terror
País: EUA
Classificação: 12 anos

Nota: 0,5 (0 a 5)

Tags: Inatividade, Paranormal, Marlon Wayans, Playarte, comédia, Cinema no Escurinho