terça-feira, 15 de abril de 2014

Nada muito "Divergente" do que já se viu

Ação, aventura e romance numa Chicago futurista comandada por facções (Fotos: Paris Filmes/Divulgação)

Maristela Bretas

Alguns belos e famosos rostos do cinema já tentaram esta fórmula. Tom Cruise, Matt Damon. Mas a fórmula do futuro próximo da raça humana reduzida a um grupo que se isola por trás de um muro e há sempre um mocinho ou mocinha que se rebela já é conhecida por muitos. Alguns tiveram boa bilheteria, outros nem tanto.

Desta vez, a aposta é em "Divergente" ("Divergent"), que estreia nesta quinta-feira (17), dirigido por Neil Burger, com distribuição da Paris Filmes. A produção aposta no roteiro adaptado do romance best-seller homônimo de Veronica Roth, e primeiro de uma série da mesma autora, sucesso entre o público infanto-juvenil.

Como em outras obras que viraram temas de filmes, "Divergente" quer atrair os fãs do livro e mais alguns que curtem um romance água com açúcar e algumas porradas, ação e aventura - como "Jogos Vorazes", por exemplo. Mas não espere muito. 

Para quem não leu o livro, algumas explicações vão ficar no ar. Do tipo, como surgiram aquele mundo e as cinco facções que nele vivem - Franqueza, Erudição, Amizade, Abnegação e Audácia e os rebeldes divergentes? Como foi feita essa divisão de poder e funções? O que provocou a destruição do planeta que só deixou a cidade de Chicago de pé (ou quase)?

Veja o trailer original legendado



O filme conta a história de Tris Prior (Shailene Woodley, de "Os Descendentes"), que descobre ser uma divergente e precisa esconder esta condição para não ser morta. Nascida no grupo Abnegação, ela escolhe viver entre os membros da Audácia, responsável pela guarda da cidade e que passam a imagem de liberdade e pura aventura. Mas quando a jovem descobre que a facção é apenas um grupo com treinamento militar para manutenção do poder e destruição dos opositores, ela se rebela.


Além disso, precisa impedir uma tentativa de golpe no governo, comandada pela líder de uma das facções, Jeanine Matthews (Kate Winslet, de "Refém da Paixão") usando os soldados da Audácia. A única saída de Tris é confiar no seu chefe e treinador, o bonitão mas pouco expressivo Quattro (Theo James, de "Anjos da Noite - O Despertar") para impedir o ataque.

"Divergente" é um romance água com açúcar com um pouco mais de aventura. Mas passa a sensação de “Acho que já vi esse filme". Ideal para os fãs adolescentes da escritora, nada muito indicado a um público adulto.

A saga

Com um marketing forte e o sucesso da série escrita por Veronica Roth, já estão programadas as filmagens dos outros dois livros, também na escala entre os mais lidos. 

O segundo da lista a ganhar as telas é "insurgente", que começa a ser filmado no próximo mês, com lançamento previsto para março de 2015 nos EUA. O terceiro e último da trilogia, para alegria dos fãs, será "Convergente”, com estreia em março de 2016, também nos EUA.

Ficha técnica
Diretor: Neil Burger
Duração: 2h19
Distribuição: Paris Filmes
Gêneros: Romance/Aventura/Ficção
Classificação: 14 anos
País: EUA
Nota: 3,0 (de 0 a 5)

Tags: Divergente, Paris Filmes, Audácia, Abnegação, Franqueza, Erudição, Amizade, Veronica Roth, Shailene Woodley, Cinema no Escurinho