domingo, 24 de abril de 2016

Julianne Moore está ótima no papel e lembra "Para Sempre Alice"


Julianne Moore e Ellen Page interpretam um casal gay na luta por seus direitos (Fotos: Paris Filmes/Divulgação)

Maristela Bretas


Mais uma história inspirada em fatos reais, como vem acontecendo nos últimos tempos. Pelo visto a fórmula funcionou e Hollywood vem investindo cada vez mais no estilo. "Amor Por Direito" ("Freeheld") é a história da policial de New Jersey, Laurel Hester (Julianne Moore) que passa a viver com a mecânica Stacie Andree (Ellen Page) e fazem de sua relação uma união estável. 

Tempos depois, Laurel é diagnosticada com câncer no pulmão em estágio terminal. Como sinal de amor, ela quer que Stacie receba os benefícios da pensão da polícia após a sua morte, mas as autoridades locais se recusam a reconhecer a relação homoafetiva e o caso ganha repercussão nacional.

Julianne Moore está muito bem no papel, que lembra seu personagem em "Para Sempre Alice", pelo qual conquistou vários prêmios, inclusive o Oscar 2015. O processo de degradação provocado pela doença, inclusive ela perdendo o cabelo, é feito de maneira bem forte e convincente. Ellen Page (de "X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido") também está segura em sua interpretação como a companheira de Moore.  Individualmente estão bem em seus papéis, mas como um casal faltou "química", um brilho de paixão. 

No elenco também destaque para a interpretação de Michael Shannon como o detetive Dane Wells ("Batman X Superman: A Origem da Justiça"), parceiro hetero de Moore que entra na briga para defender os direitos dela e da companheira. 


Ponto negativo para a participação de Steve Carell ("A Grande Aposta"): ele está forçado, muito espalhafatoso e caricato no papel de Steven Goldstein, um advogado judeu gay que briga pelos direitos das minorias. Carell não consegue passar seriedade a seu personagem, lembrando outros cômicos de sua carreira. Se não tivesse importância na história original seria dispensável neste filme.

Um filme bom, com boas interpretações, mas nada além do normal. Para quem gosta do gênero, vale a pena conferir. "Amor por Direito" pode ser visto nas salas 2 do Belas Artes (sessões às 14h, 17h50 e 21h), 1 (21h45) e 8 (12h, 14h45 e 19h30) do Pátio Savassi, e 2 do Net Cineart Ponteio (16h45 e 21h15).




Ficha Técnica
Direção: Peter Sollett
Produção: Summit Entertainment / Lionsgate Company
Distribuição: Paris Filmes
Duração: 1h50
País: EUA
Gênero: Drama
Classificação: 12 anos
Nota: 2,5 (0 a 5)

Tags: #amorpordireito, #JulianneMoore, #EllenPage, #Michael Shannon, #SteveCarell, #drama, #ParisFilmes, #CinemanoEscurinho, #TudoBH