sexta-feira, 30 de setembro de 2016

"Lembrança de um Amor Eterno" tem química fraca do casal principal


Jeremy Irons é um professor que se envolve com a aluna Olga Kurylenko (Fotos: PlayArte Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas


Giuseppe Tornatore (de "Cinema Paradiso" - 1988) volta às telas como diretor e roteirista do romance "Lembrança de um Amor Eterno" (La Corrispondenza"), que conta ainda com uma bela trilha sonora de Ennio Morricone. O filme explora a relação entre duas pessoas com uma grande diferença de idade - a universitária e dublê de cinema Amy, papel de Olga Kurylenko, e Edward, seu orientador no curso de Astrofísica, interpretado por Jeremy Irons.

Nem o fato de morarem em países diferentes, cada um com seu estilo de vida, é capaz de diminuir a paixão de um pelo outro. Amy vive sua vida à espera dos poucos momentos que terá com Edward, das conversas pelo Skype, dos bilhetes, cartazes e presentes que chegam em momentos exatos. De poucos amigos, sua razão de viver está no amado, que a conhece melhor que ela mesma e corresponde à paixão.

A relação chega a ser obsessiva e nem mesmo a família poderia por fim a ela. O que a estudante não contava que, ao mesmo tempo em que continua recebendo mensagens gravadas do amado, recebe a notícia da morte dele durante uma conferência em que ele deveria ser o palestrante.

Começa aí um novo drama para Amy que não sabe como viver sem o amante, professor e companheiro de poucas, mas intensas, horas. Para surpresa da jovem, Edward, mesmo depois de morto, continua ditando sua vida, mantendo os antigos hábitos. Seguindo a linha romance-tragédia, "Lembrança de um Amor Eterno" se torna um pouco cansativo ao repetir situações do casal e a insistência da jovem em manter viva a imagem do amante morto.

A história fica centrada no romance pós-morte, com vai e vem de cartas, vídeos gravados em excesso e a garota fazendo cenas cada vez mais perigosas como dublê, como se não quisesse mais viver. Nem mesmo a entrada de outros atores - como a família de Edward e colegas de trabalho de Amy empolgam o enredo. Olga e Jeremy, apesar de ótimos atores, não criaram uma química muito boa como casal apaixonado, estão mais para professor e aluna.

A produção italiana é boa, mas o romance poderia ter sido mais bem explorado, assim como a fotografia, já que algumas cenas foram feitas numa região muito bonita da Itália. "Lembranças de Um Amor Eterno" deixou um pouco a desejar, não é dos melhores trabalhos de Tornatore, mas ainda assim merece ser conferido. O filme está em exibição na sala 4 do Cineart Ponteio, sessões às 16h30 e 21h15.




Ficha técnica:
Direção e roteiro: Giuseppe Tornatore
Distribuição: PlayArte Pictures
Duração: 1h56
Gêneros: Drama / Romance
País: Itália
Classificação: 14 anos
Nota: 2,5 (0 a 5)

Tags: #lembrancasdeumamoreterno, #OlgaKurylenko, #JeremyIrons, #romance, #drama, #PlayArtePictures, #CinemanoEscurinho