quarta-feira, 22 de março de 2017

"T2 Trainspotting" e as memórias de uma turma da pesada 20 anos depois

Os quatro ex-amigos voltam a se encontrar e vão ter de acertar as diferenças do passado (Fotos: Sony Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas


Ewan McGregor, Ewen Bremner, Jonny Lee Miller, Robert Carlyle estão de volta, com os mesmos vícios, traumas e violência de "Trainspotting - Sem Limites" (1996). Vinte anos depois, "T2 Trainspotting" reúne o mesmo elenco interpretando a turma, que agora não é tão amiga quanto antes, que vai se reencontrar após a chegada pouco desejada de Mark "Rent-Boy" Renton (Ewan McGregor) à cidade de Edimburgo, onde ainda mora o restante do grupo.

Cada um tomou um rumo diferente na vida, sem no entanto abandonar velhos hábitos. E agora terão de certar suas diferenças Renton, depois de fugir com o dinheiro dos golpes da turma e se tornar o inimigo número 1, virou contador e casou. Retorna à cidade por causa da morte da mãe. Francis "Franco" Begbie (Robert Carlyle), está mais violento e descontrolado, cumpre pena na penitenciária e jura se vingar de Renton.


Simon "Sick-boy" Williamson (Jonny Lee Miller) só conseguiu ser um golpista que vive de extorsão com a ajuda da namorada búlgara Veronika (Anjela Nedyalkova). Apesar de ser o mais viciado de todos, Daniel "Spud" Murphy (Ewen Bremmer) é o mais sensato e de bom coração, que consegue entender a personalidade de cada um dos amigos.

O filme é uma mistura de ação, comédia, drama e muitas memórias. De um tempo em que os quatro personagens estavam sempre juntos - crianças e adolescentes - participando de festinhas de família, aprontando na cidade e aplicando golpes. "T2 Trainspotting" explora bem os flashbacks e é essa fusão de passado e presente é que o torna mais interessante. Confuso às vezes, por causa dos devaneios de alguns provocados pela heroína correndo nas veias e na cabeça.


O diretor Danny Boyle soube conduzir muito bem essa passagem de tempo, usando os atores originais que também envelheceram como seus personagens. Até mesmo Kelly Macdonald  foi lembrada com uma pequena participação como Diane.

A trilha sonora e a iluminação se destacam ao completarem o ritmo frenético das brigas, perseguições e alucinações. Como na cena na boate, onde os presentes cantam "Radio Gaga", do Queen. "T2 Trainspotting" é uma boa produção, saudosista na maior parte do tempo, com direito a disco de vinil. Uma ótima oportunidade para relembrar seu antecessor. Para quem não viu, sugiro que assista antes para entender melhor a sequência.



Ficha técnica:
Direção e produção: Danny Boyle
Produção: DNA Films / TriStar Pictures
Distribuição: Sony Pictures
Duração: 1h57
Gêneros: Drama / Comédia 
País: Reino Unido
Classificação: 16 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: #t2trainspotting, #trainspotting, #EwanMcGregor, #EwenBremner, #JonnyLeeMiller, #RobertCarlyle, #DannyBoyle, #drama, #comédia, #TriStarPictures, #DNAFilms, #SonyPictures, #CinemanoEscurinho