quinta-feira, 21 de agosto de 2014

"Sex Tape: Perdido na Nuvem" é comédia de sexo, sem mentiras e um videotape

Jason Segel e Cameron Diaz formam um apaixonado casal que resolve apimentar o casamento com um vídeo íntimo (Fotos: Sony Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas

Se não fosse a quantidade de bundas e sexo explícito em boa parte, a comédia "Sex Tape: Perdido na Nuvem" ("Sex Tape") seria ideal para passar numa sessão da tarde. Sem muitas pretensões, o filme que tem nos papéis principais Cameron Diaz e Jason Segel (também roteirista e produtor) aborda, de forma bem humorada e sem aprofundar muito, a situação de casais que deixam a rotina diária atrapalhar a relação sexual.



Ao mesmo tempo, insiste na importância de valores como amor, cumplicidade e família. No final, um filme agradável, com momentos cômicos, principalmente durante a caçada ao vídeo comprometedor.

Na história, Anne e Jay formam um casal que já transou muito e agora, apesar de ainda apaixonado, se vê na rotina comum de muitos casais. Com dois filhos e obrigações diversas, eles não conseguem mais fazer sexo. 

Até que numa noite, com as crianças na casa da avó, eles resolvem "apimentar" o casamento com um vídeo caseiro da relação sexual deles em várias posições apresentadas no livro "A Alegria do Sexo".

O que não esperavam era que o vídeo íntimo de três horas de duração gravado no iPad fosse compartilhado com amigos e membros da família devido a uma falha de sincronização, antes que Jack percebesse. Começa aí uma verdadeira maratona para impedir que as pessoas vejam as imagens.

Diaz e Segel tiveram uma boa sintonia, principalmente nas cenas de sexo, e confessaram que se divertiram muito. Em entrevista, a atriz que, em alguns momentos, quando ela e Jason estavam na cama ou em alguma posição engraçada, eles olhavam para cima e viam o diretor Jake Kasdan pairando sobre eles, tentando determinar como seria feita a tomada. E eles perguntavam como estavam se saindo. 

Para Diaz, foi a parte mais engraçada do filme - ela e Jason, seminus, e Jake dirigindo: "Podem fazer isso mais rápido, mais rápido, mais devagar, um pouco mais pra cima, um pouco mais pra baixo?"

Ficha técnica:
Direção: Jake Kasdan
Distribuição: Sony Pictures
Duração: 1h37
Gênero: Comédia
País: EUA
Classificação: 16 anos
Nota: 3,0 (0 a 5)

Tags: Sex Tape: Perdido na Nuvem; Cameron Diaz; Jason Segel; Jake Kasdan; Sony Pictures; comédia; Cinema no Escurinho