sábado, 25 de outubro de 2014

Drácula com outra roupagem e batalhas campais que são verdadeiros "strikes"



Maristela Bretas

Se você curte filmes de vampiros, sobre o Conde Drácula e seus seguidores, com direito a muitas mordidas, talvez fique um pouco decepcionado com "Drácula - A História Nunca Contada" ("Dracula Untold"). Não espere sangue jorrando ou cenas macabras, o filme está mais para aventura e ação que terror. 



Mas nem por isso é ruim. Os efeitos especiais nas cenas de batalhas (o vampiro faz um strike com os soldados) e as transformações do personagem principal compensam a história, que explora como surgiu o vampiro mais famoso do mundo.


Como não poderia deixar de ser, a trama se passa na Transilvânia. Entregue quando criança pelo pai, juntamente com outras crianças, para que a cidade não fosse destruída, Vlad Tepes (Luke Evans) é criado pelos turcos. 

Já adulto e casado com a bela Mirena (Sarah Gadon) com quem tem um filho, ele é temido por seus inimigos por cobrir os campos de batalha com corpos empalados.


Sua bravura e dedicação ao povo o tornam um governante querido e respeitado por todos. No entanto, após dez anos de paz, o reino volta a ser ameaçado pelo rei turco Mehmed (Dominico Cooper). 

Para vencer seus inimigos, Vlad terá de fazer um pacto com um sinistro ser das trevas (Charles Dance), bebendo seu sangue e adquirindo grandes poderes. E acaba se transformando no Conde Drácula.

Sem muito terror, mas com princípio, meio e fim, a trama dá uma nova roupagem para o famoso vampirão e deixa a hipótese de uma continuação.

Ficha técnica:
Direção: Gary Shore
Produção: Legendary Pictures
Distribuição: Universal Pictures
Duração: 1h32
Gênero: Ação/Terror
País: EUA
Classificação: 14 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: Drácula - A História Nunca Contada; Luke Evans; terror; ação; Universal Pictures; Cinema no Escurinho