sábado, 8 de outubro de 2016

Uma picante, sarcástica e pornográfica "Festa da Salsicha" imprópria para menores

Animação pode não agradar ao público mais conservador, mas provoca boas risadas (Fotos: Sony Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas


Seth Rogen, Jonah Hill e Evan Goldberg ("É o Fim" e "Vizinhos") devem ter fumado uma tora de maconha e cheirado um quilo de sais de banho (só vendo o filme para entender) quando tiveram a ideia de criar a louca e pornográfica animação "Festa da Salsicha" ("Sausage Party"). Eles também são roteiristas e dubladores e mantêm o estilo de diálogos provocantes e desbocados de outros de seus filmes, realçando o consumo de drogas até chegar a uma "suruba" de alimentos.

Se a versão original já conta com os três criadores da ideia original, roteiristas e atores, especialistas em comédias críticas para chocar o público, a parceria da Sony Pictures com o pessoal do Porta dos Fundos só aumentou o grau de insanidade da produção. 

Engraçada, picante e de humor ácido, "Festa da Salsicha" pode não agradar ao público mais conservador, mas provoca boas risadas com seus diálogos provocativos (em todos os sentidos), bem sarcásticos e politicamente incorretos, que não se perdem na adaptação brasileira.

No Brasil, a dublagem ficou por conta de Gregorio Duvivier (Barry), João Vicente de Castro (Tequila), Antonio Tabet (Chiclete), Fábio Porchat (Twinks) e Thati Lopes (Camille), além do dublador profissional Guilherme Briggs, como Frank, cuja voz original é de Seth Rogen. 

Além de Hogen e Hill (Carl), outros famosos emprestam suas vozes aos personagens como Kristen Wiig (Brenda), Bill Hader (Tequila), Michael Cera (Barry), James Franco (Torrada), Salma Hayek (Tereza del Taco), Paul Rudd, (Nick Da Vinci), Nick Kroll (Ducha higiênica), Edward Norton (Bagel), Danny McBride (Mostarda com mel) e muitos outros. Também os diretores entraram na brincadeira e colocaram suas vozes em personagens variados: Conrad Vernon é Twinks e Greg Tiernan a batata sacrificada.

Apesar da historinha que começa em uma linda manhã no supermercado, com alimentos cantando uma música bobinha de incentivo aos alimentos, os diálogos da animação vão tomando um rumo que chegam a exagerar de tantos palavrões e ofensas.

Os humanos são vistos pelos alimentos como deuses e ser escolhido por um deles é o caminho para o paraíso. O que não suspeitam é que serão cortados, ralados, cozidos e devorados quando chegarem a suas casas. 

Quando Frank, uma salsicha, descobre a terrível verdade, precisa convencer os outros alimentos do supermercado e fazer com que eles lutem contra os humanos.

Vá ao cinema preparado para ver um filme que faz uma crítica geral a questões polêmicas da sociedade, como religião, diversidade sexual, fanatismo, bullying, drogas, sexo, tudo de forma bem escrachada, que provoca boas risadas e um surpreendente final, bem de acordo com o que foi abordado em todo o filme.



Ficha técnica:
Direção: Conrad Vernon e Greg Tiernan
Produção: Columbia Pictures /-Annapurna Pictures / Point Grey
Distribuição: Sony Pictures
Duração: 1h20
Gêneros: Comédia / Animação
País: EUA
Classificação: 16 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: #festadasalsicha, #PortadosFundos, #pornografia, #drogas, #SethRogen, #JonahHil, #salsicha, #animação, #comédia, #SonyPictures, #CinemanoEscurinho