terça-feira, 11 de março de 2014

"12 Anos de Escravidão", uma ferida dos EUA que garantiu o Oscar de melhor filme


Solomon Northup (vivido por Chiwetel Ejiofor), era um negro livre que virou escravo no sul dos EUA (Fotos Disney/Buena Vista/Divulgação)

Maristela Bretas

Em 19 de fevereiro fiz uma análise de "12 Anos de Escravidão" ("12 Years a Slave"), que estreou no mês passado nos cinemas brasileiros como um dos fortes candidatos a melhor filme do Oscar 2014. E como era esperado, ele levou a estatueta. 

Admito que, como aconteceu na época não acreditava numa Hollywood menos preconceituosa a ponto de premiar uma produção que cutuca feridas profundas da história norte-americana. Ainda bem que me enganei neste ponto e os críticos deram outra cara para o mais badalado evento do cinema norte-americano.

O filme do diretor Steve McQueen mereceu o Oscar, tanto quanto seus rivais "Trapaça", "O Lobo de Wall Street", "Gravidade" ou "Clube de Compras Dallas". Chiwetel Ejiofor perdeu a estatueta de melhor ator para Matthew McConaughey. Mas a disputa estava acirrada e tinha ainda os nomes de Christian Bale, Bruce Dern, Leonardo DiCaprio e Tom Hanks.


O senhor dos escravos (Fassbender), a escrava preferida (Lupita) e o negro odiado (Ejiofor)

"12 Anos de Escravidão" é baseado em fatos reais e conta história da luta de um homem pela sobrevivência e liberdade. Nos Estados Unidos antes da Guerra Civil, Solomon Northup (Ejiofor), um homem negro e livre do estado de Nova York que é sequestrado, vendido como escravo e levado para a Louisiana. 

Enfrentando a crueldade do senhor de escravos Edwin Epps, interpretado por Michael Fassbender (ótimo no papel), Solomon luta não só para sobreviver, mas também para manter sua dignidade. Brad Pitt, além de ser um dos produtores do filme, faz uma pequena mas importante participação no como alguém que não aceita a escravidão. Outra grande interpretação fica a cargo de Lupita Nyong'o, no papel da escrava Patsey.

Veja o trailer oficial legendado




Como outras produções deste ano, "12 Anos de Escravidão" também teve roteiro adaptado da obra escrita pelo personagem Solomon Northup.

Apenas um ponto pesa contra o filme. Algumas cenas ficaram muito longas e cansativas. A história poderia ter sido contada em menor tempo que o recado estaria dado. Mas, com certeza, se trata de um grande roteiro adaptado para um grande filme, que já conquistou o Globo de Ouro de Melhor Filme e recebeu 9 indicações ao Oscar. Vale conferir.

Ficha técnica
Diretor: Steve McQueen
Duração: 2h13
Produção: River Road Entertainment, Plan B e New Regency
Distribuição: Disney/Buena Vista
Gênero: Drama
Classificação: 14 anos
País: EUA
Nota: 4,8 (de 0 a 5)


Tags: 12 Anos de Escravidão, Disney, Buena Vista, Cinema, Escurinho