domingo, 28 de setembro de 2014

Candidato honesto? Nem em comédia nacional

Leandro Hassum é João Ernesto o candidato que passa imagem de homem correto, mas é totalmente corrupto (Fotos: Paris Filmes/Divulgação)

Maristela Bretas

Entrei no cinema com a disposição de gostar (novamente) de um filme com Leandro Hassum. Até mais da metade de "O Candidato Honesto", que estreia dia 2 de outubro, a produção da Camisa Listrada (a mesma do belo "O Menino do Espelho"), agradou e garantiu boas gargalhadas. Mas quando virou o jogo e a história veio com falso moralismo de político que vira honesto e quer denunciar a corrupção num país onde isso não existe, o enredo foi por água abaixo.




Não sei o que aconteceu com o diretor ou o roteirista, mas a linha "bate e assopra" tirou a graça do que estava indo muito bem, com Hassum fazendo seu papel escrachado como sempre, com suporte do pessoal do "Porta dos Fundos". Os diálogos entre o candidato e os assessores e com outros políticos e as tentativas de não mentir são muito divertidas.

Feito para as eleições , "O Candidato Honesto" levou seis semanas, de abril a maio deste ano. E deixa o expectador tentando adivinhar quem é o candidato e qual partido o personagem estaria representando (ou um pouco de cada).

Hassum é João Ernesto, candidato à Presidência da República que de honesto não tem nada. Em primeiro lugar nas pesquisas e com grande vantagem no segundo turno sobre seu adversário (do partido ecologicamente correto), o corrupto e mentiroso político vê sua vida virar de cabeça para baixo. Minutos antes de morrer, sua avó lança uma mandinga e, de uma hora para outra, ele não consegue mais contar nenhuma mentira.


Até aí estava indo tudo muito bem, e a comédia poderia ter sido encerrada dentro do que é hoje a cômica realidade da política brasileira - assada em forno a lenha com sabor de calabresa. Não seria surpresa para ninguém.

No entanto, o que aconteceu foi quase um comercial eleitoral de como ensinar o eleitor a votar com consciência. Com direito a close de candidato em debate na TV, discurso de político arrependido e até um romance insosso e sem propósito. Quase uma "prestação de serviço" para quem vai às urnas dia 5 de outubro. Coisa de sair do cinema antes do final.


Um pena, errou feio. Até Hassum e sua trupe perderam sentido. No elenco estão ainda Luiza Valderaro, como a jornalista nada convincente Amanda, Ellen Rocche, como a amante, Flávio Galvão e Victor Leal, como os assessores Maldonado e Marcelinho.




                                            Galeria de fotos

Ficha técnica:
Direção: Roberto Santucci
Produção: Camisa Listrada/Panorama Filmes
Distribuição: Paris Filmes/Downtown Filmes
Duração: 1h50
Gênero: Comédia 
País: Brasil
Classificação: 12 anos
Nota: 3,0 (0 a 5)

Tags: O Candidato Honesto; Camisa Listrada; Leandro Hassum; Porta dos Fundos; comédia; Paris Filmes; Cinema no Escurinho