terça-feira, 21 de outubro de 2014

Nos tempos da ingenuidade

Mario Moreno "Cantinflas" foi o maior ator mexicano de comédia entre os anos de 1940 e 1950 (Fotos: Paris Filmes/Divulgação)

Mirtes Helena Scalioni

Quem não conheceu Cantinflas, personagem mexicano malandro e inteligente criado por Mario Moreno, que sempre conseguia se sair bem das situações mais improváveis, talvez não goste muito do filme que trata da biografia do ator, morto em 1993. O longa, dirigido por Sebastián del Amo, e que entra em cartaz nesta quinta-feira nos cinema de Belo Horizonte, é apenas razoável, quase superficial.




No entanto, os fãs do popularesco desengonçado, sempre com as calças caindo, terão uma boa oportunidade de matar as saudades de um dos maiores mitos do cinema entre os anos 1940 e 1950.

Talvez por soar ingênuo demais nestes nossos tempos de malícia e luxúria, "Cantinflas" não deve agradar os espectadores mais jovens. O humor é quase infantil. 

Tendo o ator espanhol Óscar Jaenada em ótima atuação como protagonista, o filme pode, quando muito, levar às novas gerações algumas histórias sobre a maneira como se fazia cinema naquela época.


O filme começa quando Mario Moreno, já conhecido e reconhecido como Cantinflas, está rodando "A Volta ao Mundo em 80 dias", pelo qual ganhou o Globo de Ouro em 1956. 

A partir daí, flashbacks contam o início da sua carreira em palcos de teatros mambembes e circos, seu casamento com a atriz russa Valentina Ivanova Zuvareff (Ilse Salas) até se tornar o artista mais famoso do México, rico e paparicado em Hollywood.


Óscar Jaenada (direita) e o comediante Mario Moreno "Cantinflas"
Como Cantinflas, Mario Moreno protagonizou mais de 50 filmes e fez fortuna. Fora das telas, não tinha nada de ingênuo. 

Sabia fazer parcerias, como a que fez, por exemplo, com o produtor da Broadway Michael Todd (interpretado por Michael Imperioli), o primeiro marido de Liz Taylor, com o qual realizou "A Volta do Mundo em 80 dias". Exatamente por se tratar de uma época de ouro, a cinebiografia "Cantinflas" merecia mais. 

Veja um dos trailers de "A Volta ao Mundo em 80 dias, de 1956, filme protagonizado por Cantinflas e David Niven.




Uma curiosidade: quase todos os filmes de Mario Moreno foram dirigidos por Antonio del Amo, pai de Sebastián del Amo, que faz agora a cinebiografia. "Cantinflas - a magia da comédia" será o representante mexicano no Oscar 2015 na categoria Melhor Filme Estrangeiro. 

Outra curiosidade: a última cena do filme, quando os letreiros já estão subindo na tela, é impagável. Não saia correndo da sala. Vale esperar.

Tags: Cantinflas - A Magia da Comédia; Mario Moreno; Hollywood; Biografia; Drama; Comédia; Paris Filmes; Cinema no Escurinho