quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

"Jumanji: Próxima Fase" tem ação e emoção que valem uma sessão da tarde

Elenco do primeiro filme está de volta e mais aventuras e novos personagens (Fotos: Sony Pictures/Divulgação)

Maristela Bretas


Trazendo de volta o elenco do primeiro filme, "Jumanji - Próxima Fase" ("Jumanji - The Next Level") tem muita ação no retorno ao jogo de videogame, trabalha mais a emoção e é mais um do mesmo. Para quem não viu "Jumanji: Bem Vindo à Selva", de 2017, recomendo assistir para entender melhor como tudo começou e a troca de corpos dos personagens - essa é a parte mais engraçada de ambos os filmes. Além de Dwayne Johnson (Dr. Smolder Bravestone), Kevin Hart (Mouse Finbar), Karen Gillan (Ruby), Nick Jonas (Jefferson), Jack Black (Dr. Shelly Oberon), Alex Wolff (Spencer), Morgan Turner (Martha), Ser' Darius Blain (Fridge) e Madison Iseman (Bethany), o novo elenco conta com dois ícones do cinema - Danny DeVito (Eddie) e Danny Glover (Milo), além da indicada ao Oscar, Awkwafina, no papel de Ming.


Novamente sob a direção de Jake Kasdan, o filme avança vários anos e apresenta nossos heróis na rotina da vida real, enfrentando frustrações e sucessos, cada um num ponto diferente do país. Spencer está insatisfeito com seu trabalho e o namoro à distância com Martha. Quando os quatro amigos resolvem se encontrar na cidade onde nasceram, Spencer decide jogar Jumanji novamente sem contar a ninguém. Nem mesmo ao avô Eddie e ao amigo dele, Milo. Preocupados com o sumiço do amigo, Martha, Fridge e Bethany descobrem que ele entrou de novo no jogo e vão atrás dele. Só não contavam que o game estava "bugado" e mudaria a fase e os personagens.


Como era esperado, "Jumanji: Próxima Fase" tem muita ação, caras e bocas, mas o diretor focou mais na relação das pessoas - namoros abalados, amizade entre neto e avô, sentimentos de solidão e incapacidades provocados pela velhice, amizades antigas que precisam ser recuperadas, decisões de carreiras - tudo junto e misturado. Dwayne Johnson ainda ocupa o papel principal (claro, ele também é o produtor), mas os demais personagens ganharam importância e vão ajudar Spencer em toda a nova fase do jogo e na vida real.


Karen Gillan ganha mais espaço na trama, assim como Jack Black e Kevin Hart, que proporcionam os momentos mais divertidos, especialmente quando estão com Awkwafina. Pena que as cenas dedicadas à parte cômica são menores que os do primeiro filme. "Jumanji: Próxima Fase" também tem ótimos efeitos visuais e gráficos - a fuga dos macacos na floresta e a do bando de avestruzes no deserto são os melhores. O grupo de aventureiros precisa vencer todos estes obstáculos para conseguir sair do jogo e voltar à realidade.


Destaque também para a ótima trilha sonora, também de Henry Jackman, responsável também pela do primeiro filme e de sucessos como "Capitão América - Soldado Invernal" (2014), "Kingsman: Serviço Secreto" (2015) e "Crime Sem Saída" (2019). Boa produção, sem grandes pretensões ou novidades, exceto no elenco, "Jumanji: Próxima Fase" repete o estilo adotado por Dwayne Johnson para seus filmes de muita ação e aventura. Vale como uma boa sessão da tarde.


Ficha técnica:
Direção: Jake Kasdan
Produção: Sony Pictures
Distribuição: Sony Pictures
Duração: 2h04
Gêneros: Aventura / Comédia / Ação
País: EUA
Classificação: 12 anos
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: #JumanjiProximaFase, #JumanjiTheNextLevel, @DwayneJohnson, #KarenGillan, @KevinHart, @DannyDeVito, #ação, #comédia, #aventura, @SonyPictures, @cinemaescurinho, @cinemanoescurinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário