quarta-feira, 28 de abril de 2021

"Minhas Férias com Patrick" - uma comédia francesa de belas paisagens e humor leve

Filme narra a jornada inesquecível de Antoinette e o burro Patrick pelo sul da França (Fotos: California Filmes/Divulgação)


Maristela Bretas



Mesmo com muitos clichês e um tema explorado milhares de vezes em outras produções, a comédia francesa "Minhas Férias com Patrick" ("Antoinette Dans Les Cévennes"), que estreia nesta quinta-feira (29) nos cinemas, é uma distração leve sobre um casal totalmente diferente.

O filme, dirigido por Caroline Vignal, nos apresenta uma mulher solteira em busca do amor, que encontra em seu caminho um animal inteligente, apesar de ser chamado de burro, que vai lhe ensinar muito da vida. Ele é Patrick, a maior atração da produção, que divide as atenções com atriz Laure Calamy, interpretando Antoinette Lapouge, uma professora expansiva e engraçada, mas que não ainda não acertou na escolha de seus relacionamentos.


Mas é Patrick quem dá o diferencial para a produção, conseguindo fazer com que o roteiro que é uma repetição de histórias de mulheres sozinhas que correm atrás dos amantes ganhasse um fôlego. Na história, Antoinette está tendo um caso com o pai de uma aluna, Vladimir (Benjamin Lavernhe). 

Ao saber que não vão mais passar uma semana de férias românticas, planejada por meses, porque ele ficará com a esposa e a filha, ela resolve seguir a família até uma área montanhosa belíssima em Cevennes, na região centro-sul da França.


Ao chegar ao local antes de seu amado, a professora conta seu caso aos demais integrantes da excursão e se torna o centro das atenções e também motivo de comentários por onde passa. Mas o pior pesadelo de Antoinette está por vir. No pacote de viagem está Patrick, o burro mais teimoso da área e que vai fazer o percurso carregando a bagagem da tola professora.

Sabe aquele animal que empaca, não obedece, come o que não deve e reclama quando não gosta de alguém? Pois este é Patrick, que tornará a viagem da professora uma experiência inesquecível e formará o par perfeito com ela. Ele pode até ser um burro, mas irá ditar as regras da viagem e ensinar Antoinette o que é viver, ser feliz e encontrar o amor verdadeiro.


Outro destaque "Minhas Férias com Patrick" é a fotografia. A diretora soube explorar muito bem a região onde foi gravado o filme, no Parc National de Cévennes, uma das mais belas cadeias montanhosas da França. O roteiro feito no filme serviu de inspiração também para o escritor escocês Robert-Louis Stevenson, autor do livro "Viagem Com um Burro Pelas Cevenas" (1879), que foi adaptado para a produção.


Os bons momentos do filme são proporcionados pelos apertos que a dupla enfrenta e a relação forte que vai se criando entre os dois protagonistas - desde situações de saia justa àquelas de vergonha alheia. Não se trata de uma comédia que provoca gargalhadas, mas "Minhas Férias com Patrick" garante uma sessão da tarde sem muitas pretensões.


O filme foi muito elogiado pela imprensa francesa, sendo selecionado em 2020 para o Festival de Cannes, além de fazer sucesso no Festival Varilux de Cinema, render oito indicações e o troféu na categoria de Melhor Atriz a Laure Calamy no Prêmio César, o Oscar do cinema francês, também no ano passado.


Ficha técnica
Direção e roteiro: Caroline Vignal
Distribuição: California Filmes
Exibição: Nos cinemas
País: França
Duração: 1h36
Gêneros: Comédia, Aventura

Nenhum comentário:

Postar um comentário