quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

"Unidas Pela Esperança" é um filme sobre amizade e família, embalado por uma ótima trilha sonora

Baseado em fatos reais, história conta como várias mulheres de militares britânicos formaram um coral de sucesso (Fotos: Sean Gleason/Califórnia Filmes)

Maristela Bretas


Kristin Scott Thomas e Sharon Horgan estrelam a agradável e divertida produção "Unidas Pela Esperança" ("Military Wives"), dirigida por Peter Cattaneo, inspirado em fatos reais. O filme conta a história de um grupo de mulheres de diferentes origens, cujos maridos, esposas e companheiros estão servindo no Afeganistão. Morando na base militar de Flitcroft, no Reino Unido, elas não encontram muita ocupação enquanto esperam a volta deles em seis meses.


Umas gastam muito em compras supérfluas, outras se entregam à bebida e há também aquelas que vivem 24 horas em função dos filhos. Elas deixam de lado seus desejos e prazeres da vida. Tudo é motivo para ocuparem o tempo e a cabeça. Assim tentam esquecer o medo de um dia receberem a cruel notícia da perda de seu ente querido em combate.

Foi pensando nisso e vivendo o mesmo problema, que duas delas - Kate (Kristin Scott Thomas), esposa do comandante, e Lisa (Sharon Horgan), a nova diretora do Comitê Social da base, resolveram criar o primeiro coral de esposas militares. Além de dar um objetivo para elas, o coral também se torna o ponto de apoio, nos bons ou maus momentos.


O projeto dá tão certo que elas se tornam conhecidas e passam a ser chamadas para eventos externos, incluindo uma apresentação no famoso Royal Albert Hall de Londres. O difícil, no entanto, é conseguir conciliar as diversas personalidades, especialmente a de Kate, que age como uma comandante guiando um exército, e tirando o lado prazeroso das mulheres se reunirem para soltar a voz e a angústia. 

A imposição e a soberba de Kate desagradam Lisa, idealizadora do projeto, que pensava em alguma coisa mais leve, regada a vinho, música e bate-papo.


O longa-metragem foi inspirado no primeiro Coral de Esposas de Militares, formado há dez anos na base do exército de Catterick, no norte de York - Reino Unido, que também virou série da BBC - "The Choir: Military Wives". A música composta e cantada por elas liderou as paradas do Reino Unido. 

Atualmente, 2.300 mulheres compõem 75 corais de esposas de militares em todo o Reino Unido e em suas bases militares no exterior, sob o lema "Juntas Somos Mais Fortes". Eles recebem, inclusive uma homenagem nos créditos finais.


E para criar uma produção que captasse bem o sentimento destas mulheres e a importância do projeto, nada melhor que um roteiro escrito a quatro mãos femininas - Rachel Tunnard e Rosanne Flynn. A primeira se encontrou e conviveu com um grupo de esposas para obter detalhes e histórias sobre o mundo delas, o que ajudou a dar mais realidade ao roteiro. 

Várias dessas esposas participaram como figurantes, especialmente na cena em que os soldados estão indo para a guerra. "São famílias reais de soldados dizendo adeus”, segundo o produtor Piers Tempest.


Além dos dramas familiares e pessoais de Kate, e Lisa, outras personagens se destacam do grupo: a jovem recém-casada de bela voz, uma cabeleireira cuja voz desafia os padrões e uma mãe que traz uma voz inesperadamente doce. 

Kristin Scott Thomas entrega uma ótima interpretação de Kate, uma mulher durona que tenta esconder o sofrimento da perda do filho em combate. Sharon Horgan também está muito bem como Lisa, que não consegue diálogo com a filha rebelde e se entrega à bebida.


Um ponto alto é a trilha sonora de primeira. A música-tema é "Home Thoughts From Abroad", composta pelo coral verdadeiro a partir de cartas escritas para os parceiros no campo de batalha. Mas a atração mais fica para sucessos como "Angels" (Robbie Williams), "Morning Has Broken" (Cat Stevens), "Don't You Want Me" (The Human League), "Only You" (Yazoo), "We Are Family" (Sister Sleadge, não poderia faltar, claro), "Shout" (Tears For Fears), "Time AfterTime" (Cindy Lauper), "Don't Go Breaking My Heart" (Elton John), "You've Got A Friend" (James Taylor), "Wannabe" (Spyce Girls) e vários outros sucessos.

Todo filmado no Reino Unido, "Unidas Pela Esperança" mostra belas locações, como a região onde estão as instalações do 4º Batalhão do Regimento Escocês usado nas filmagens e o centro de Londres e suas construções clássicas, como o prédio do Royal Albert Hall. Um filme feito como homenagem, em que se destaca a amizade e, a união. Ideal para uma sessão da tarde.


Ficha técnica:
Direção: Peter Cattaneo
Distribuição: Califórnia Filmes (em exibição nos cinemas)
Duração: 1h52
Classificação: 12 anos
País: Reino Unido
Gêneros: Drama / Comédia
Nota: 3 (de 0 a 5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário