sábado, 8 de dezembro de 2018

Musical “Romeu e Julieta ao som de Marisa Monte" se despede de BH no Cineart Cidade


Últimas chances, hoje e amanhã, de assistir o musical “Romeu e Julieta ao som de Marisa Monte”, somente na sala 8 do Cineart Cidade, com sessões às 20h20. Sucesso de público e crítica em todo o Brasil, a produção de teatro foi adaptada para o cinema ao som de 25 canções de Marisa Monte, como “Amor I Love You” e “Um Só”.

Participam do elenco os atores Bárbara Sut, Thiago Machado e Ícaro Silva, sob a direção de Guilherme Leme Garcia. O filme é uma versão pop da famosa história de amor entre Romeu Montecchio e Julieta Capuleto, filhos de famílias rivais de Verona. A montagem reduziu o original de Shakespeare de cinco para dois atos e trouxe um linguajar mais popular e alegre. Os ingressos estão disponíveis no site e na bilheteria do cinema.



Serviço:
"Romeu e Julieta ao som de Marisa Monte"
Datas: 8 e 9 de dezembro
Horário: 20h20
Local: Sala 8 do Cineart no Shopping Cidade - Rua dos Tupis, 337, Centro
Duração: 2h15
Classificação: Livre
Ingressos: no site e na bilheteria do cinema

Tags: #RomeuEJulietaAoSomDeMarisaMonte, #musicalnacional, @MarisaMonte, #RomeuEJulieta, #WilliamShakespeare, @cinemas_cineart, @OragneGroup, @cinemanoescurinho

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Marvel divulga primeiro trailer de "Vingadores: Ultimato", que estréia em 25 de abril

"Vingadores: Ultimato" ("Vingadores End Game") finalmente teve seu primeiro trailer oficial divulgado nesta sexta-feira pela @MarvelStudios. E já mostra como estão os heróis da após a derrota para Thanos e da perda de vários companheiros em #VingadoresGuerraInfinita.

"Vingadores: Ultimato" estreia em 25 de abril de 2019 nos cinemas, pouco mais de um mês da estreia do filme da "Capitã Marvel" (8 de março), a super-heroína que vai entrar para o grupo dos Avengers neste quarto filme da franquia.



Tags: #VingadoresUltimato, #AvengersEndgame, @MarvelStudios, #VingadoresGuerraInfinita, @cinemanoescurinho

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

"A Vida em Si" reúne lindas histórias de amor que o destino não perdoou

Oscar Isaac e Olivia Wilde formam o casal que dará início a trajetória de alegrias e tristezas de uma família (Fotos: Mars Films/Divulgação)

Maristela Bretas


O amor contado das mais diversas formas. Assim é a história de "A Vida em Si" ("Life Itself"), um romance dramático que atravessa o tempo, recheado de tragédias, decepções, reencontros e surpresas.  Poderia ser apenas mais um filme meloso. Mas o diretor e roteirista Dan Fogelman, criador da ótima série de TV "This Is Us", soube amarrar bem todas as pequenas histórias, interligando cada uma para que tivessem um motivo para terem existido, como faz com a série desde 2016.

É possível viver somente um único amor? Ou abrir mão dele pela felicidade do outro? Ou simplesmente suportar o abandono ou nunca ter amado? Pois é a paixão à primeira vista de Will Dempsey (ótima interpretação de Oscar Isaac) por Abby (Olivia Wilde, muito bem também), sua colega de faculdade, o ponto de partida de todas essas dúvidas que vão contar a história de "A Vida em Si".



O flerte da escola que se transforma numa linda relação a dois, com apoio da família e amigos, até o casal ser atingido por uma grande tragédia, que ira mudar a vida de todos. O filme passa a ser uma colcha de histórias paralelas que vão se conectando à medida que o tempo passa, todas elas atreladas ao romance inicial. "A Vida em Si" é emocionante e ao mesmo tempo triste ao mostrar como ficou a família de Will depois do marcante evento e como isso irá influenciar gerações futuras em outros lugares do mundo. 


No elenco estão ainda o sempre charmoso Antonio Banderas, Annette Bening, Mandy Patinkin, Jean Smart, Olivia Cooke, Sergio Peris-Mencheta. Laia Costa e Alex Monner. Samuel L. Jackson faz a narração inicial e uma rápida aparição.

Mesmo com final esperado a partir da terceira parte, o filme agrada ao ir oferecendo soluções, nem sempre boas, para os conflitos dos relacionamentos, tanto de casais quanto familiares. "A Vida em Si" é impactante, uma lição de amor maior, mas também resignado e descrente, feito para mostrar que a vida dá muitas voltas, mas o destino de cada um de nós já está traçado.



Ficha técnica:
Direção e roteiro: Dan Fogelman
Produção: FilmNation Entertainment / Temple Hill Entertainment
Distribuição: Paris Filmes
Duração: 1h58
Gêneros:  Drama / Romance
País: EUA
Classificação: 10 anos 
Nota: 3 (0 a 5)

Tags: #AVidaEmSi, #Life Itself, #ThisIsUs, @DanFogelman, @OscarIsaac, #OliviaWilde, @AntonioBanderas, #drama, #romance, @ParisFilmes, @cineart_cinemas, #EspacoZ, @cinemanoescurinho, #CinemaEscurinho

Cineart e Minas Shopping promovem sessão solidária de "Bohemian Rhapsody"

Exibição será na sala 3 e contará ainda com show da banda Poison Gas; parte da venda dos ingressos será destinada à Casa Aura (Foto: Cineart/Divulgação)

Maristela Bretas


Uma sessão solidária para encher o coração e fazer bem à alma. Nesta quinta-feira (6), a partir das 21 horas, o Cineart do Minas Shopping promove uma sessão solidária na sala 3 do filme "Bohemian Rhapsody". Metade do valor arrecadado com os ingressos será destinada a Casa Aura, instituição que apoia crianças e jovens com câncer.

(Foto: 20th Century Fox/Divulgação)
O filme, sucesso internacional de bilheteria que encantou fãs no mundo inteiro, conta a história do vocalista e compositor Freddie Mercury, desde a formação da banda Queen até seis anos antes da morte do cantor, com interpretação impecável na produção do ator Rami Malek. O filme está entre os possíveis indicados ao Oscar. Clique aqui e confira a crítica do filme no blog Cinema no Escurinho.

Antes da exibição, o público ainda vai conferir o show da banda mineira Poison Gas, formada por adolescentes de 13 e 14 anos, com apresentação de quatro clássicos do Queen. Além da apresentação exclusiva, quem assistir ao filme terá direito a sessão de autógrafos, fotos com integrantes da banda, pipoca média e refrigerante de 300 ml. 

(Foto: Divulgação)
Os interessados devem consultar os valores da sessão em www.minasshopping.com.br. "Estamos fazendo uma ação social em parceria com a banda e a Cineart. Juntos, vamos proporcionar momentos de alegria e solidariedade", afirma o gerente geral do Minas Shopping, Fábio Freitas.

Os pequenos “rock stars” integrantes da banda Poison Gas são Gabriel Colen (guitarra e vocais), Davi Leão (baixo, teclado e vocais), Pedro Henrique (guitarra) e Rafael Baino (bateria). Eles se conheceram na escola e, juntos, descobriram a paixão pela música e pelos instrumentos, fazendo, inicialmente, apresentações em pequenos eventos e festivais escolares. Em maio de 2016, decidiram unir os seus talentos e formaram o conjunto.



Serviço:
Sessão solidária no Cineart do Minas Shopping
Data: 06/12/2018
Horário: 21 horas
Local: Sala 3 do Cineart Minas Shopping - Avenida Cristiano Machado, 4000 – União
Valores da sessão: www.minasshopping.com.br
Informações: (31) 3429-3500

Tags: #CasaAura, #sessãosolidaria, @PoisonGas,  #MinasShopping, @cineart_cinemas, @cinemanoescurinho

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Novo trailer eletrizante de "Capitã Marvel" mostra como surgiu a heroína

Segundo trailer de "Capitã Marvel", ainda sem legendas em português mostra como a piloto Carol Denvers (interpretada por Brie Larson) se transformou na heroína da @MarvelStudios, que também estará em "Vingadores 4". Filme estreia no Brasil em 14 de março de 2019.

sábado, 1 de dezembro de 2018

"Encantado", uma animação feita para agradar apenas os pequeninos

Filme reúne romance, canções, aventura, sustos, princesas, bruxas e feitiços, elementos esperados para uma produção sobre um mundo de fantasia (Fotos: Big Picture Films/Divulgação)

Mirtes Helena Scalioni


Crianças menores até poderão gostar de "Encantado" ("Charming"), animação com roteiro e direção de Ross Venbokur que estreia nesta quinta-feira (29) nos cinemas de Belo Horizonte. Estão lá todos os elementos esperados para atrair os pequeninos, como um tipo de suspense até certo ponto ingênuo, romance, canções, aventura, sustos, princesas, bruxas, feitiços. Tudo na medida certa.

Meninos e meninas maiorzinhos, que já possuem um mínimo de senso crítico, também podem se encantar com um príncipe Felipe meio trapalhão, princesas patricinhas e fúteis e uma quase vilã que começa sem nenhum charme, como uma ladra e, aos poucos, se transforma na mocinha e personagem principal da história. Seria a vitória da antiprincesa, da plebeia, gente como a gente. São pequenos toques de modernidade e rebeldia.


Ao nascer, o príncipe Felipe é vítima de um feitiço da bruxa Morgana: todas as mulheres vão se apaixonar por ele assim que o avistarem. Ou seja, o rapaz se torna verdadeiramente encantado . Uma espécie de Dom Juan, que tem todas as mulheres mas não tem efetivamente nenhuma. Desta forma, ele acaba se metendo em enrascadas, como por exemplo, ficar noivo e de casamento marcado com nada menos que três princesas, todas salvas por ele: Cinderela, Branca de Neve e Bela Adormecida.

Mas, como toda maldição tem seu fim e todo conto de fadas que se preza caminha para um final feliz, Felipe só se livrará da tal praga quando encontrar, claro, o amor verdadeiro. Na versão original, a voz do personagem é do ator Wilmer Valderrama. No Brasil, a dublagem foi feita por Leonardo Cidade.


Leonora Quimonez é uma ladra que vive de pequenos golpes perambulando pela periferia do reino. Por algum motivo não explicado, ela não se encanta pelo príncipe ao vê-lo e, como só pensa em dinheiro, aceita o emprego de guia para ajudar Felipe a vencer três desafios quase impossíveis, principalmente para ele, um rapaz mimado beirando o covarde. Originalmente feita por Demi Lovato, a moça é dublada aqui pela atriz teen Larissa Manoela.

Os adultos vão encontrar algumas mensagens que, nesses tempos atuais do politicamente correto, podem ser analisadas como negativas. Exemplos não faltam: a bruxa que enfeitiça o príncipe assim que ele nasce faz isso por inveja da mulher que se casou com o rei (um sentimento baixo); para conseguir o trabalho de guia, Leonora precisa se travestir de menino (meninas são incapazes?); todas as mulheres do reino, mostradas quase sempre como subservientes, só pensam em se casar. Enfim, dá pra ir ao cinema com as crianças, mas sem levar nada muito a sério.
Duração: 1h25
Classificação: 6 anos
Distribuição: Imagem Filmes


Tags: #Encantado, #Charming, #PrincipeFelipe, #fantasia, #princesas, @larissamanoela, @leocidade, @ddlovato, @ImagemFilmes, @cineart_cinemas, @CinemaNoEscurinho